Ficha de Reclamação [Post Unificado]

Página 2 de 2 Anterior  1, 2

Ir em baixo

Ficha de Reclamação [Post Unificado]

Mensagem por Melinoe em Qua 8 Jan - 18:06

Relembrando a primeira mensagem :

Ficha de Reclamação
---



Bem vindo, Convidado! Acabou de chegar ao acampamento? Creio que deva estar ansioso para começar suas aventuras. Para ser reclamado, poste sua ficha com o code abaixo. Fichas sem o template não serão aceitas. Caso queira ser filho de um dos três grandes, é necessário teste especial, que segue NESTE link.
PS: O antigo sistema foi modificado. Agora, é feito neste único post. Queira postar sua ficha aqui mesmo.

Código:
<center>
<link href='http://fonts.googleapis.com/css?family=lobster' rel='stylesheet' type='text/css'><div style="width: 500px; font-family:lobster; font-size: 40px; color: #990000; text-shadow: #000 1px 1px 2px;">her name is (seu nome)</div><style type="text/css">div::-webkit-scrollbar { height: 10px; width: 7px; background: transparent; } div::-webkit-scrollbar-thumb { background: #716663!important; } div::-webkit-scrollbar-corner { background: #990000; } </style><style type="text/css">.nh01 {background-image:url(http://24.media.tumblr.com/126cee90341619b8a107ea81638ecb32/tumblr_mvm0altZ2g1s1h78lo1_500.jpg);opacity: 100; width: 200px; height: 335px;-webkit-transition: opacity 1s ease;-moz-transition: opacity 1s ease;  overflow: auto; opacity: 0.0; line-height: 130%; overflow:} .nh01:hover {opacity: 1} </style><table><td><div style="width: 200px; height: 335x;border-left: 8px solid #990000; background-image:url(http://24.media.tumblr.com/126cee90341619b8a107ea81638ecb32/tumblr_mvm0altZ2g1s1h78lo1_500.jpg); opacity: 10;"><div class="nh01">
<div style="width: 180px; height: 15px; background: #990000; color: #e9e2e0; font-family: orator std; font-size: 10px;text-align:center; padding: 5px; text-transform: uppercase; letter-spacing: 3px;">PROGENITOR OLIMPIANO</div>


<div style="width: 180px; height: 15px; background: #990000; color: #e9e2e0; font-family: orator std; font-size: 10px;text-align:center; padding: 5px; text-transform: uppercase; letter-spacing: 3px;">IDADE</div>


<div style="width: 180px; height: 15px; background: #990000; color: #e9e2e0; font-family: orator std; font-size: 10px;text-align:center; padding: 5px; text-transform: uppercase; letter-spacing: 3px;">CIDADE NATAL</div>


<div style="width: 180px; height: 15px; background: #990000; color: #e9e2e0; font-family: orator std; font-size: 10px;text-align:center; padding: 5px; text-transform: uppercase; letter-spacing: 3px;">PHOTOPLAYER</div></div></div><td><div style="width: 330px; height: 10px; background: #520000; color: #e9e2e0; font-family: orator std; font-size: 10px;text-align:center; padding: 5px; text-transform: uppercase; letter-spacing: 3px;border-bottom: 2px groove #990000;">características física e psicologicas</div><div style=" width: 300px; height: 50px; overflow: auto;background-color:maroon; padding: 20px;  border-bottom: 1px dotted #000; font-family: calibri; font-size: 11px; text-align: justify;  line-height: 140%; text-transform: none;">
- Qual a personalidade do seu personagem?
- Qual sua aparência?
- Tem alguma mania?
- Alguma cicatriz?
- Algo relevante?</div><div style="width: 330px; height: 10px; background: #520000; color: #e9e2e0; font-family: orator std; font-size: 10px;text-align:center; padding: 5px; text-transform: uppercase; letter-spacing: 3px;border-bottom: 2px groove #990000;">historia</div><div style=" width: 300px; height: 50px; overflow: auto;background-color:maroon; padding: 20px;  border-bottom: 1px dotted #000; font-family: calibri; font-size: 11px; text-align: justify;  line-height: 140%; text-transform: none;">- Pontos importantes de seu passado
- Quais atividades você praticava pré-acampamento?
- Como você chegou no Acampamento?
- Como foi sua infância?</div><div style="width: 330px; height: 10px; background: #520000; color: #e9e2e0; font-family: orator std; font-size: 10px;text-align:center; padding: 5px; text-transform: uppercase; letter-spacing: 3px;border-bottom: 2px groove #990000;">outras informações</div><div style=" width: 300px; height: 50px; overflow: auto;background-color:maroon; padding: 20px;  border-bottom: 1px dotted #000; font-family: calibri; font-size: 11px; text-align: justify;  line-height: 140%; text-transform: none;">- Aqui outras informações que julgue importantes</div></td></table><div style="width: 300px; padding: 1px; font-family: calibri; font-size: 8px; color: #6b6b6b; text-align: center; line-height: 100%; letter-spacing: 1px; text-transform: uppercase;">copyright 2013 - all rights reserved for larissa</div></center>



~tsc~

_________________

Ghost Queen
avatar
Melinoe

Mensagens : 40
Data de inscrição : 02/11/2013
Idade : 33
Localização : Caverninha. sz

Ficha Meio-Sangue
HP:
9999999999/9999999999  (9999999999/9999999999)
MP:
9999999999/9999999999  (9999999999/9999999999)
Arsenal:

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo


Re: Ficha de Reclamação [Post Unificado]

Mensagem por Athena em Dom 2 Fev - 14:03



   
Ficha Reprovada
   
Esforce-se mais da próxima vez!

   


   Jay D. Epping:

Bem Jay, por pouco você consegue ser aprovado! Sua escrita é ótima e a história envolvente, porém erros ortográficos e "buracos" no enredo lhe prejudicaram bastante. Você fazia alguma atividade pré-Acampamento? Depois de desmaiar, você acordou aonde? Aonde você apareceu após odis anos no subterrâneo? Onde retirou habilidades para proteger-te com um simples graveto, sendo que a garota era uma harpia e possuía uma espada?

Perguntas como essa prejudicaram-te muito, tente colocar algo a mais em sua história. E a deixe mais realista em certos locais. O problema em si foi aí, elogio-te pelas características físicas e psicológicas, e talvez poderá receber o saxofone.

Boa sorte da próxima vez!

   


   
~tsc~

_________________

Athena
❛Athena❛Godness of Estrategy and Wisdom❜

credits @
avatar
Athena

Mensagens : 30
Data de inscrição : 23/11/2013

Ficha Meio-Sangue
HP:
100/100  (100/100)
MP:
100/100  (100/100)
Arsenal:

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Ficha de Reclamação [Post Unificado]

Mensagem por Jessica Saltzman em Seg 3 Fev - 9:45


Jessica Saltzman

Athena



15 Anos



San Francisco



AnnaSophia Robb
características física e psicologicas

- Qual a personalidade do seu personagem? É o tipo de garota que está sempre com uma máscara para não mostrar suas emoções. É muito inteligente, presta atenção aos mínimos detalhes de tudo, mas se for demasiado fácil ela para de prestar tanta atenção. É bonita e sabe usar isso sem ser vulgar. Odeia pessoas vaidosas e costuma não se arrumar muito para sair ou coisas assim. Tem um forte por adrenalina, adora fazer qualquer coisa que possa fazer com que ela se sinta livre.
Costuma ser distante, fria, ignorante, sarcástica e irônica com quem não conhece. Sua máscara impassível, não costuma sumir mesmo com seus amigos.
É mais solta com os amigos, mas quase nunca deixa sua máscara de frieza, se você for realmente importante, conhecerá uma garota preocupada e engraçada. Se precisar de alguém para conversar pode contar com Jessica, ela com certeza dará ótimos conselhos.
É manipuladora nata, tem ótimos argumentos. Sabe o que a pessoa quer ouvir e a hora que a pessoa quer ouvir. É muito observadora e pega os mínimos detalhes, assim pode usar contra quem quer que seja.
Consegue convencer qualquer um, não importando a dificuldade. Quando irritada, normalmente manda um olhar que amedrontaria qualquer homem, mesmo o mais forte. É bastante intuitiva, tanto que suas decisões e pressentimentos quase nunca falham. Tenta sempre manter suas emoções em seu controle. Terrivelmente orgulhosa, ela nunca será a primeira a se desculpar.
- Qual sua aparência? Tem cabelos loiros que vão até seu pescoço, completamente repicados e desnivelados. Tem um corpo curvilíneo. Seios fartos, que normalmente são escondidos por alguma jaqueta de couro. Tem suas coxas e sua bunda firme. Cintura fina e quadril largo. Tem uma beleza exótica e por isso sempre tenta se esconder em jaquetas e roupas mais largas, e cobrindo o rosto. Não tem uma imperfeição no rosto, tendo um padrão quase sobrenatural.  Sobrancelhas finas que acompanham os olhos e se encaixa perfeitamente no rosto, lábios carnudos e rosados naturalmente. Nariz pequeno e fino. Altura de mais ou menos 1,60.
- Tem alguma mania? Morder seu cabelo quando está nervosa, bater nas pessoas quando está com tédio, cantar quando não tem o que fazer.
- Alguma cicatriz?Não
- Algo relevante?Nope.
historia
- Pontos importantes de seu passado
- Quais atividades você praticava pré-acampamento? Eu tocava violão, criava músicas e jogava futebol às vezes.
- Como você chegou no Acampamento? Em um dia de sexta-feira, eu tive uma briga horrível com meu pai, pois o mesmo me chamou de inútil e me disse que só sirvo para lhe dar dor de cabeça. O motivo? Eu simplesmente havia sido expulsa de uma das melhores escolas de San Francisco.
Não aguentei calada e lhe disse várias verdades, que eu guardava em minha mente e que eu já deveria ter dito a muito tempo. Resultado: Fui expulsa de casa, e saí de lá apenas com a roupa do corpo. Vaguei pelas ruas por algum tempo, até que lembrei de um lugar que eu poderia fica: A casa do meu melhor amigo, Travis VonCrimson.
Você pode se perguntar: Por que não na casa de uma amiga? Bom, Hanna, minha única amiga estava viajando agora, e eu não poderia ficar em sua casa sem que ela estivesse lá.
Voltando. Depois de caminhar por duas quadras, cheguei em sua casa, e o encontrei apenas de calças, o que fazia com que seu abdome ficasse a mostra. E sim, eu corei.
Ele riu de mim, e me convidou para entrar, e assim que entrei, expliquei-lhe toda a história. Ele me deixou dormir em sua casa pelo tempo que fosse preciso, e lhe agradeci.
No sábado pela manhã, decidimos ir comprar algumas coisas para comermos, mas ao sairmos de casa, tive a impressão de que estava sendo observada. Olhei para trás, procurando algo, mas nada encontrei. Dei de ombros e continuei a caminhar.
Estava totalmente absorta em pensamentos, até que ouvi alguém dizer atrás de mim:
- Cria de Apolo, vejo que essssstá muito bem acompanhado.
Travis se virou e eu o acompanhei, e a minha frente vi uma criatura estranha, que tinha pernas que se assemelhavam a caudas de serpentes. Olhei assustada para ela e então ela disse:
- Que bonita... Terei muito prazzzzer em acabar contigo.
Aconteceu tudo muito rápido, e quando vi, eu estava sentada de bumbum no chão enquanto Travis lutava com aquela mulher estranha, segurando um tipo de adaga. Ele conseguiu derrubá-la e então disse:
- Jess, pega! – E então jogou sua adaga para mim.
A segurei com certa rapidez, o que me intrigou, pois na aula de queimado eu sempre era a primeira a sair. A criatura, que se assemelhava à descrição de uma criatura mitológica que eu ouvi na aula de história, veio em minha direção e tentou me acertar, desviei dela e então tentei acertá-la com a adaga. Consegui fazer um pequeno corte em seu braço direito, e com isso a deixei com raiva. Olhei para seu braço, esperando ver sangue, mas ao invés disso, vi que do corte saia uma espécie de pó dourado de aparência meio espessa.
Ela veio para cima de mim, e então começamos a travar uma batalha, porém ouvi Travis dizer:
- Hey, criatura nojenta!
A mulher metade serpente olhou para ele e vi que Travis agora carregava em mãos um arco. Ele começou a atirar várias flechas na criatura. Dracaenae, lembrei, esse era o nome que tinha ouvido antes. Eles estavam nessa de ataca-defende, até que por um descuido, Travis fora atingido e foi ao chão. A dracaenae foi em sua direção e vi que essa era a minha chance. Peguei a adaga e então desferi um golpe contra seu pescoço, o rasgando, fazendo a criatura virar pó.
- Travis... O que acabou de acontecer aqui? – gritei para ele.
- Jessie, não surta... Bom, eu vou resumir pra você. Seu pai conheceu sua mãe e eles eram apaixonados e você nasceu, mas isso você já sabe. Bom, o que você não sabe é que sua mãe é uma deusa, sabe? Deuses mitológicos e tal. Eu sou filho de Apolo, e estava te protegendo esse tempo todo pra que você não... Morresse. É. Entendeu?
Ouvi atentamente a tudo que ele disse, até que vi tudo ficar turvo e tudo que ouvi antes de cair na inconsciência foi:
- Jessica!

----------x---------
Quando me acordei, estava em uma espécie de chalé onde estavam várias pessoas com machucados e o céu já escurecia. Estranhei e então tentei levantar, mas ao tocar o chão, não consegui sentir minhas pernas e eu quase fui ao chão, mas alguém me segurou:
- Vai com calma aí, Sica. – Era Travis.
Ele me sentou na cama e então perguntei-lhe:
- Onde eu tô?
- Acampamento Meio-Sangue, lar de todos os semideuses, como nós!
- O-O quê? Aquilo não foi um sonho?
- Não... Me surpreendeu você de primeira ter conseguido acabar com uma Dracaenae... Parabéns, chica.
- Travis, se isso tudo é verdade mesmo... De quem eu sou filha?
- Você é uma semideusa indeterminada, baixinha.
- Ah... Tem quanto tempo que cheguei aqui?
- 3 dias, 17 horas e 26 minutos. 27 agora.- Ele disse sorrindo.
- Eu fiquei apagada por três dias???
- Aham, já achei que você tava em coma.
Sorri com o pensamento de meu amigo e lhe beijei a bochecha.
- Eu tô bem. Agora vamos, eu quero conhecer o lugar.

Travis me mostrou praticamente tudo e parou no refeitório, pois segundo ele já era a hora do jantar. Assim que coloquei as comidas no prato, percebi que todos estava indo na direção de um tipo de “fogueira” onde jogavam parte de sua comida e diziam algumas coisas. Perguntei a Travis o porquê disso e ele disse que todos estavam fazendo oferendas para seus pais, e que eu teria que fazê-lo também, e como eu não tinha mãe definida, precisaria oferecer a comida para a deusa de quem mais eu tinha expectativa de ser filha. Quando chegou minha vez, ofereci parte da comida para a deusa da sabedoria e da estratégia em batalha, Athena. Eu me identificava bastante com ela, não só sua aparência, mas também sua justiça e sabedoria, que são coisas que admiro tanto nela quanto nos mortais. Admiro também sua proteção em consideração aos filhos e aos seus heróis. Já estudei muito sobre ela, e admiro seus grandes feitos. Também acho que tenho várias características que me assemelham à Athena, como minha capacidade para criar estratégias, a opinião que guerras são extremamente desnecessárias, sempre levo o meu bom senso a sério e mesmo estando com raiva, apenas algumas vezes falo coisas desnecessárias, pois sei que devo me reter algumas vezes.
Pedi para que fosse reclamada, e para que eu não me sentisse mais tão sozinha. Sorri ao sentir uma brisa aconchegante passar por mim e então sentei-me na mesa do chalé de Hermes, onde eu ficaria por enquanto. Quando todos terminaram de comer, decidiram que iriam para a área da fogueira, e ao chegarmos lá todos cantaram, se divertiram e fizeram a festa. Estava tudo legal, até que todos pararam e começaram a olhar para mim, ou melhor, para um ponto específico sob minha cabeça. Ouvi um homem metade cavalo dizer:
- Saúdem Jessica Saltzman, a mais nova filha de Athena, deusa da sabedoria e da estratégia em batalha!
E então soube que minha vida seria ótima a partir daquele dia.


- Como foi sua infância?
Sempre vivi com meu pai, o famoso cientista e médico Gregory Saltzman. Ele sempre fora um pai equidistante, se comparado com os pais de minhas  amizades, ou seja, de Hanna Bakerfield e Travis VonCrimson. Você deve estar pensando: “só dois amigos?”
Para você, pode ser só dois, mas para mim são os melhores amigos que eu poderá desejar. Eles foram os únicos que conseguiram, digamos assim, me conquistar. Eu sou o tipo de garota que não aceita muito bem a presença de companhia que eu considere de certo modo chula. E é por isso que quando alguém consegue se tornar meu amigo, sabe dar valor por saber o quão difícil foi para conseguir isso.
Mas voltando a minha infância, ela foi mediana. Nem boa, nem ruim. Só... Mediana.
outras informações
- Aqui outras informações que julgue importantes
copyright 2013 - all rights reserved for larissa
avatar
Jessica Saltzman
Filhos de Atena
Filhos de Atena

Mensagens : 2
Data de inscrição : 15/01/2014

Ficha Meio-Sangue
HP:
100/100  (100/100)
MP:
100/100  (100/100)
Arsenal:

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Ficha de Reclamação [Post Unificado]

Mensagem por Logan Boulevard em Sab 8 Fev - 18:03


Logan Boulevard

ÍRIS



17



HOBOKEN



KEVIN ZEGERS
características física e psicologicas

- Qual a personalidade do seu personagem?
Sereno, simpático e alegre. Mas como o Arco-Íris, seu bom humor vai e volta. Difícilmente irá encontrá-lo de mau humor. É teimoso. Muito teimoso. Quando fala uma coisa, não a cabresto que faça ele voltar atrás.

- Qual sua aparência?
Alto, com músculos bem definidos. Sua cor de pele é caucasiana, seus olhos são azuis, e seus cabelos negros como a noite. Tem mais ou menos 1,87 m, e pesa em média 82 kg.

- Tem alguma mania?
Balançar as pernas no ar quando está dependurado, ou sentado em um galho de árvore.

- Alguma cicatriz?
Uma pequena cicatriz nas costas.

- Algo relevante?
Non.
historia
- Pontos importantes de seu passado
- Quais atividades você praticava pré-acampamento?
Logan gostava de sair com os amigos, estudar, compor músicas, ler, tocar piano e cavalgar.

- Como você chegou no Acampamento?
Foi muito difícil. Eu tinha 14 anos, e Hoboken estava um caos, havia tido um apagão na cidade inteira, e havia pessoas destruindo tudo, os alarmes dos carros tocando como se o mundo fosse acabar. eu estava preparado para ir deitar, mas uma sombra sobreveio acima de mim, era como se o escuro ficasse mais escuro. Muitas vezes isso acontecia, mas eu fechava os olhos, contava até 10, e a coisa sumia. Mas naquele dia...
Algo bateu em mim pelas costas, e eu bati a cabeça na parede, me deixou tonto, mas não desmaiei. O que achei estranho. Mas o mais estranho foi o que aconteceu logo depois.
Um homem, não, espere, um homem com pernas de burro? Ou será um bode? Bem, no fim explicarei, ele tinha duas coisas em mãos. Um porrete, e na outra, parecia uma faca, mas era muito longa para ser uma faca, uma adaga talvez. Mas a única coisa que ele fez foi vir até mim, me entregar a adaga, pegar uma flauta e começar a tocar. A melodia eu conhecia. I don’t Love you, My Chemical Romance. Mas eu não entendo, ficava tão diferente e melódica vinda de uma flauta.
A coisa negra pareceu se encolher, o homem/burro/bode parou de tocar, e disse:
- Ataque por trás, eu vou pela frente.
E foi o que fiz, lentamente, enquanto o homem/burro/bode atacava pela frente, eu fui por trás, e finquei várias vezes a adaga nas costas da coisa.
E foi então que aconteceu, a coisa explodiu em chamas, e queimou várias partes do meu corpo. A última coisa que vi foi minha casa, em chamas, e alguma coisa me levando para longe. Eu podia ouvir trotes, e em segundos estávamos no ar. Então, desmaiei.

Acordei horas depois, eu parecia em uma enfermaria. Graças a deus, um hospital, eu devia estar ficando louco, ou sei lá. Mas o mais estranho, as enfermeiras não usavam um uniforme. Elas pareciam estar usando togas gregas.
Eu me levantei, e minha cabeça doía, eu estava sem camisa, e só com uma bermuda jeans. E aquele homem/bode/burro que estava naquela noite, apareceu na minha frente, e eu perguntei:
- Quem.... O que é você?
- Sou um sátiro, me chama de Ash.
- Que lugar é esse?
- Bem óbvio não? Uma enfermaria.
- E essa enfermaria fica aonde?
- No Acampamento Meio Sangue. Você é um semideus. Filho de Íris. Foi reclamado enquanto ainda estava em coma.

- Como foi sua infância?
Difícil dizer, depois que cheguei ao acampamento, metade das minhas memórias desapareceram. Mas acredite, não foi nada fácil, eu sofria com o déficit de atenção e a hiperatividade. E ainda mais com a dislexia. Sofria bulling de mortais por tais problemas. E seu pai, nunca tinha tempo para ele.
outras informações
- Aqui outras informações que julgue importantes
copyright 2013 - all rights reserved for larissa


_________________




I don't love you
We are the champions, my friends
Logan Boulevard

Design by @Aiyra For MDD
avatar
Logan Boulevard

Mensagens : 2
Data de inscrição : 20/01/2014
Idade : 22
Localização : Por aí.

Ficha Meio-Sangue
HP:
100/100  (100/100)
MP:
100/100  (100/100)
Arsenal:

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Ficha de Reclamação [Post Unificado]

Mensagem por Ártêmis em Dom 9 Fev - 16:12



Avaliação
My eyes, your fall.



Jessica Saltzman - Muito bem. Alguns erros de vírgulas persistiram, e ainda senti algo meio estranho na sua ficha. Teoricamente, uma dracaenae não é um animal “famoso”, sabe? Como você saberia o nome dela? No mais, meus parabéns. Sua ficha foi de leitura agradável, consistente e de boa qualidade. Aguarde atualização.
Logan Boulevard - Desculpe querido, mas sua ficha foi um tanto incompleta, um tanto errônea. Notei erros como “a” e “há” (um demonstra gênero, outro, a existência de alguma coisa), inconsistência gerais na história e vários erros ortográficos e de vírgulas e pontos. Você se esqueceu de preencher o espaço “pontos importantes do seu passado”. Deus se escreve com D maiúsculo, o Deus cristão. Você não pode gostar de ler, é disléxico. Refaça sua ficha e mais sorte na próxima vez. Não desista!

~tsc~
avatar
Ártêmis
Ártemis
Ártemis

Mensagens : 135
Data de inscrição : 21/11/2013

Ficha Meio-Sangue
HP:
999999999/99999999  (999999999/99999999)
MP:
99999999/99999999  (99999999/99999999)
Arsenal:

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Ficha de Reclamação [Post Unificado]

Mensagem por Angelinne D. Chevalier em Sex 14 Fev - 15:24


Angelinne Damon Chevalier

Afrodite



16 anos



França, Paris



Barbara Palvin
características física e psicologicas

- Qual a personalidade do seu personagem?
Por trás de sua beleza, Angelinne possui uma personalidade forte e determinada. Abomina o fato de achá-la apenas mais um rosto bonito. A jovem é centrada em orgulhar o nome de sua mãe, a deusa do amor, e provar que pode ser tornar uma heroína ao invés de apenas importar-se com sua aparência física. Lealdade é seu ponto forte, considera os poucos amigos como sua própria família. Angelinne sente-se solitária a maior parte do tempo, e com a hiperatividade relativa aos semi-deuses, sempre mantêm-se ocupada, executando suas tarefas com perfeccionismo.

- Qual sua aparência?
Angelinne possui cabelos longos e ondulados sutilmente nas pontas, na tonalidade castanho claro. Seus olhos são claros como o céu, acompanhados de cílios espessos e um par de sobrancelhas bem desenhadas. Sua boca é naturalmente rosada, lábios cheios em forma de coração. O formato de seu rosto oval e bochechas rosadas completam a aparência da semi-deusa. É magra e esguia, não possui músculos visíveis. Costuma escolher suas roupas dependente de seu temperamental humor, ainda favoritando o cor de rosa.

- Tem alguma mania?
Perfeccionismo. Não importava ao quão simples a tarefa seja, a filha de Afrodite estará disposta a exercê-la com digna perfeição.

- Alguma cicatriz?
Possui uma cicatriz disforme em seu antebraço direito, causado pela primeira impressão com as perigosas dracaenaes.

- Algo relevante?
Não.
historia
- Pontos importantes de seu passado
História. (As perguntas relativas a minha história se encontrarão nela).  

Frances era um belo jovem floricultor. Sua pequena floricultura localizava-se nas proximidades do rio Sena. Em um belo dia de sol, encantou-se com uma bela mulher de cabelos castanhos claros e olhos azuis como o céu. Encantado com usa beleza atreveu-se a oferecer uma linda rosa vermelha à mulher. Dona de uma beleza divina, o homem inconsequentemente apaixonou-se pela deusa olimpiana Afrodite, a deusa do amor e da beleza. Com seu ato romântico do mero mortal, a deusa do amor encantou-se com Frances, que passou o restante do dia apenas admirando a beleza da jovem mulher. Após uma noite de carícias com o mortal, Afrodite fora incentivada a retomar suas tarefas divinas, abandando-se assim o jovem vendedor de rosas.
Em torno de nove meses, tempo preciso para uma gestação, uma cesta de ouro com joias raras e incrustadas materializou-se na soleira da porta da casa de Frances. Um lindo bebê de cabelos castanhos claros e olhos azuis como o céu encontrava-se enrolada em lençóis de seda. Admirado com a beleza da criança, que tanto parecia com a de sua amada, a acolheu em sua casa como se fosse sua própria filha. Os deuses não costumam avisar aos meros mortais na qual proliferam seus descentes da ligação divina da criança e da vida de riscos que terá a seguir.
Angelinne teve uma infância curta e feliz. Todas as manhãs, após seu colégio, ajudava seu pai a vender suas lindas flores. As maiorias dos turistas encantavam-se com a beleza de sua filha, comprando quantas flores forem enquanto a menina falava. Frances a amava como amou a linda mulher de sua juventude, Angelinne tratava-se de um lembrete daquele dia inesquecível para o homem. A bela moça sempre perguntava de sua mãe, e a chateava nunca tê-la visto. Seu pai reconfortava contando e recontando o quanto sua mãe era bela e como se apaixonou a primeira vista. Com sua hiperatividade, Angelinne tratava-se de entreterem-se com as atividades extracurriculares de seu colégio, todas ligadas à música e aparência. Recusava-se a praticar esportes, e jamais a prejudicou em seu corpo de curvas perfeitas.
Em seus 15 anos de idade, Angelinne encontrava-se no colégio em um curso de beleza específico para cabelos. Seu professor não passava de um homem baixinho e atrapalhado, o que a fez repensar se continuaria com o curso ou não. O Sr. Barnes penteava inutilmente a peruca de uma boneca na frente de suas poucas alunas. Angelinne procurava por um motivo razoável que convencesse a recepcionista a reembolsá-la. Seu pai ficaria chateado ao saber que gastou um bom dinheiro de repor as rosas para uma aula ridícula como essas. Quando as duas meninas finalmente permitiram-se a sair da sala, Angelinne resolveu pedir desculpas ao professor por não poder continuar com suas aulas. Um de seus piores defeitos era pensar nos sentimentos dos outros antes do dela.
Assim que seu professor de chapéu engraçado a liberou de sua aula, e suava feito um porco prestes a ser abatida, a menina sentiu-se aliviada por estar livre. E estava enganada. Antes que pudesse chegar à porta de acesso à saída, duas dracaenaes romperam pela porta da frente, arremessando cadeiras e mesas na aluna e seu professor. Aterrorizada por não obter uma chance de saída por aqueles monstros, Angelinne sentiu-se ainda mais perdida quando seu professor retirava seu chapéu e sacava uma adaga de couro. Parecia patético naquele momento, prestar atenção que seu professor tenha chifres. A menina quase gritou, por ambos. As monstras á sua frente pareciam mulheres reptilianas. Humanoides que invés de pernas, possuía duas caudas no lugar delas. Com a pele verde, olhos amarelados e dentes afiados, não eram nada convidativos para filha de Afrodite.
''Haja! Siga seus instintos!'' gritava o sátiro para a jovem semi-deusa, que quase gritou quando o pequeno homem disparou com seus cascos em direção as mulheres reptilianas. Alguma coisa dizia à menina que ele não conseguiria derrotá-las sem ajuda. Equipadas com escudo e lanças, apenas uma adaga não dariam fim as mulheres sedentas por uma jovem prole da deusa do amor. O sátiro demonstrou coragem com sua adaga dourada, de ferro estígio que tilintou em contato com o escudo da mulher.
O sátiro surpreendeu-se quando uma cadeira espatifou pela dracaenae mais próxima. Seu escudo caiu e com um movimento rápido do sátiro treinando, o corpo da mulher pulverizou-se em pó ao contato da lâmina em sua barriga escamosa. Os monstrengos eram mais espertos do que esperavam, afinal, ainda faltava uma. Antes que a lança transpassasse o sátiro, a menina de cabelos castanhos e olhos azuis jogaram-se para cima da dracaeanae. A mulher reptiliana desviou do ataque da menina e cortou o braço da mesma com suas garras. No meio de seu ato, o sátiro a apunhalou pelas costas com sua adaga. Uma fina cama de poeira cobriu a aturdida prole da deusa do amor, que segurava seu braço machucado com a mão saudável.
Com a ajuda compreensível de seu pai. Que desmaiou e achou que sua filha havia enlouquecido com sua explicação de ser filha de uma deusa divina, os fatos começaram a fazer sentido como um quebra cabeças. Com o restante das economias de Frances, a prole de Afrodite seguiu em uma breve viagem ao acampamento meio-sangue próximo à Nova Iorque. Na companhia de seu heroico sátiro, Angelinne é levada em segurança ao acampamento meio sangue, sendo protegida pela barreira protetora oferecida pelo Velocino de um cão infernal enorme que foi entretido pelo corajoso sátiro. Sr. Banes, seu falso professor, teve seu fim pelas perigosas garras da criatura peluda do submundo. Angelinne arrastou-se a uma placa acima de sua cabeça, com letras disformes em um idioma antigo, grego: Acampamento Meio-Sangue. E seus olhos fecharam logo em seguida.
Três dias após seu primeiro contato com as proximidades do acampamento, a filha de Afrodite foi despertada quando um símbolo de pombas brancas e ao que lhe parecia glitter rosado acima de sua cabeça. E os curandeiros filhos de Apolo que se encontravam no turno da noite deram as boas-vindas ao novo membro do acampamento. Angelinne, prole de Afrodite.
outras informações
- Aqui outras informações que julgue importantes.
copyright 2013 - all rights reserved for larissa

_________________


You've gotten into my bloodstream
I could feel you floating in me I think I might've inhaled you
I could feel you behind my eyes
@
avatar
Angelinne D. Chevalier

Mensagens : 1
Data de inscrição : 14/02/2014
Idade : 21

Ficha Meio-Sangue
HP:
100/100  (100/100)
MP:
100/100  (100/100)
Arsenal:

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Ficha de Reclamação [Post Unificado]

Mensagem por Caleb R. Lewis em Sex 14 Fev - 17:33


Caleb Rivers Lewis

Éris



17 anos



Ravenswood



Tyler Blackburn
características física e psicologicas

- Qual a personalidade do seu personagem?
É um garoto completamente apaixonado por brigas. Seja briga familiar, ou entre amigos, ele sempre está lá, rindo, amando tudo. Tem as palavras venenosas na ponta da língua, e isso o torna, digamos, detestado pelos outros, menos por uma garota.

- Qual sua aparência?
Alto, de pele pálida e cabelos lisos curtos. Os seus olhos são castanhos claros e tem uma leve cicatriz entre os dedos. Seu rosto e quase arredondado e seu sorriso tem covinhas.
- Tem alguma mania?
Caleb vive mexendo os próprios dedos, como se estralasse-os.

- Alguma cicatriz?

Entre os dedos, devido a uma queda.
- Algo relevante?

Caleb é um garoto de comportamento calmo, mesmo amando ver brigdas.
historia
- Pontos importantes de seu passado

Caleb nunca teve tantos pontos importantes de seu passado. Sempre fora um garoto ícone de uma mente tão maldosa e com um sorriso mais meigo que um anjo.

- Quais atividades você praticava pré-acampamento?
Caleb era contador das finanças de seu pai, Thomas Rivers, um mafioso. Também trabalhava como persuasivo a mando de seu odioso pai.

- Como você chegou no Acampamento?
Era 17 de Novembro. Caleb estava em sua casa, contando a quantidade de dinheiro que tinha ganho sem o pai saber. Ultimamente, o jovem estava roubando os clientes de seu pai.

-Caleb Rivers! - Thomas entrara na sala gritando. Estava vermelho de raiva, e o garoto já tinha percebido isso.

-Andou se embriagando de novo? Mas você é um verme mesmo.

Thomas jogou uma cadeira pro lado e andou ficando mais vermelho de raiva:

-Seu grande bastardo! Você roubou minha grana para sustentar suas vadias não foi?

Caleb deu risada e largou o dinheiro. Mesmo rindo, ainda se mantinha sério e cínico, fazendo seu pai esmurrar a mesa com ódio:

-Você me roubou não foi?

O garoto sacou uma pistola e deflagrou 2 tiros no peito do pai. Thomas caiu com as mãos em cima das marcas das balas e o jovem riu pisando na barriga do pai:

-Você é um grande verme. Eu tenho nojo pela sua cara, papai.

Thomas e o olhou sorrindo. Via que não podia mais esconder a verdade e disse com dificuldade:

-Filho, você nunca conheceu a sua mãe. Ela não podia ficar com você, por que você, Caleb Rivers, é diferente. É um semi...

Thomas silenciou. Ele estava morto. Caleb segurava a pistola em suas mãos trêmulas e a derrubou. O garoto ficou assustado e se encostou na mesa desarrumada pela fúria de seu pai. Um semi? Semi o que? Caleb olhou para porta e um garoto, da mesma idade que ele, entrou usando muletas na sala rindo:

-Que bagunça Caleb. O apagou quando ele ia dizer que você era semideus. Mas deixamos a conversa para depois. Precisamos ir, tenho que te levar para Long Island.

Caleb cruzou os braços em protesto, mas respirou fundo. Estava já chocado o suficiente para falar algo. Pegou as chaves de seu carro e saiu com o garoto que trabalhava para seu pai, cujo nome era David Foster.

~~~~~~~~~~~~~~~

Caleb largou seu carro para se chocar com uma árvore de vez. Estava assustado e David já tinha se revelado um sátiro. Uma Harpia perseguia ambos e já tinha ferido as costas de Caleb. David tropeçou em uma raiz e a Harpia descia vorazmente na direção dele. O semideus Caleb pegou um pedaço de um tronco de árvore e bateu com o mesmo na cara da criatura, a desnorteando.

-Caleb... - Sussurrou David, cansado: - Você deve ir sozinho. Vá, e se conseguir entrar, você terá ajuda. Foi bom ser seu amigo, Caleb.

Caleb torceu o nariz e deu uma risada cínica:

-Você vai sobreviver.

Caleb deu as costas e saiu correndo na direção do Acampamento, vendo a entrada e fez uma pausa. Ouvira o grito de David de dor, mas não se importou. Deu apenas um sorriso e sussurrou, antes de entrar de vez no Acampamento:

-Verme insolente.

- Como foi sua infância?

Caleb teve uma infância difícil. Seu pai, Thomas, sempre o esforçou a ser o melhor e o ajudava nas mentiras. Mas ele tinha criado um monstro. Caleb com 5 anos já persuadia os seguranças de seu pai a defendê-lo toda vez que seu pai o agredia fortemente. Aos 10 anos, Caleb atirou na mão do pai por acidente, e o mesmo apanhou fortemente do mesmo. Com 15 anos, Caleb viu seu pai conhecer uma mulher chamada Amelie Benson. Mas o garoto estava com tanto ódio, além dos ataques de monstros acontecer, tinha ódio de seu pai. Então ele mentiu para a Amelie, que largou Thomas sem dar nenhuma explicação.
outras informações
- Caleb tem uma corrente com um "D" de discórdia em seu pescoço.
copyright 2013 - all rights reserved for larissa
avatar
Caleb R. Lewis

Mensagens : 3
Data de inscrição : 05/02/2014

Ficha Meio-Sangue
HP:
100/100  (100/100)
MP:
100/100  (100/100)
Arsenal:

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Ficha de Reclamação [Post Unificado]

Mensagem por Lord Poseidon em Dom 16 Fev - 18:16


Avaliando


Angelinne Damon Chevalier: Gostei da sua ficha, ela foi bem feita e muito bem planejada, notei alguns erros de digitação e repetição de palavras que deixou o texto meio cansativo, preste mais atenção quanto a isso, mas meus parabéns, você foi aprovada

Caleb Rivers Lewis: Sua ficha foi boa, não notei erros crassos de ortografia e coerência, mas também não vi nada de diferente e de criativo, exceto pela sua personalidade. A parte da história foi bem legal principalmente a hora em que você chamou seu pai de  "verme insolente" . Enfim, no geral você foi aprovado


Aguardando Atualização

_________________

Matt Lanter Gif
Lord Poseidon/ Rei dos Mares/ Senhor dos Terremotos e dos Cavalos.
avatar
Lord Poseidon

Mensagens : 44
Data de inscrição : 23/11/2013

Ficha Meio-Sangue
HP:
100/100  (100/100)
MP:
100/100  (100/100)
Arsenal:

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Ficha de Reclamação [Post Unificado]

Mensagem por Luuc Winchester em Seg 17 Fev - 11:34


Luuc Winchester

Thanatos



16 anos



Nova York



PHOTOPLAYER
características física e psicologicas

- Qual a personalidade do seu personagem?
Luuc é um menino muito insensível, não costuma ser rodeado de amigos, apenas tem algumas pessoas que gostam de conviver com ele, ele adora passar um tempo a sós, somente ele e a luz do luar para colocar suas ideias no lugar e não arrumar muito problemas, pelo seu jeito briguento.
- Qual sua aparência?
Luuc,um garoto novo de apenas 1,70 de Altura,cabelos pretos meios castanhos e lisos,com o peso de apenas 59,4.Além disso,sua pele é bem clara,e seus olhos também são claros,para ser mais especifico, castanhos claros.
- Tem alguma mania?
Não.
- Alguma cicatriz?
Não.
- Algo relevante?
- Luuc tem alergia a gatos.
historia
- Pontos importantes de seu passado
Luuc é um menino muito problemático, pois sempre se mete em encrenca, ele é muito preguiçoso e gosta de ficar isolado as vezes para poder pensar na vida, seu jeito sombrio de agir costuma intimidar as pessoas, por isso ele nunca foi tanto de se enturmar e sempre foi sozinho. Ele mora junto a sua mãe em Nova York, quem  o criou deis de criança sozinha, apenas tendo a ajuda de sua vizinha que cuidava do menino quando sua mãe ia trabalhar, lá ele conheceu Stella, quem se tornou a melhor amiga dele e sempre brincavam juntos quando crianças. Luuc na costuma jogar bastante futebol e handebol além de conversar com Stella que estuda na mesma sala da dele.
- Quais atividades você praticava pré-acampamento?
Futebol e Handebol
- Como você chegou no Acampamento?
Lá estava Luuc fazendo mais um de seus deveres na sua amada escola, mais aquilo tudo estava para mudar, Luuc olhava o relógio e não esperava a hora de bater o sinal para as férias de verão, pegar uma praia com alguns amigos ao qual ele fizera com o tempo em que passou, ele estava no segundo colegial, havia reprovado um ano por causa de sua enorme contagens de faltas, por ter matado aula o ano todo, sem se preocupar com as suas obrigações. 

Luuc escorado a cadeira vi o relógio passar lentamente, sem nada para fazer, quando uma dor em sua cabeça começava a o enlouquecer, e uma voz aparecia em sua cabeça falando com ele e dizia: - Você está em perigo meu filho - O menino pensava que estava ficando doido, pois escutar coisas na sua mente, aquilo era coisa de doido. o menino logo ajeitava sua camisa e então ao voltar para casa escultava a mesma voz, ele ao chegar em casa falava para sua mãe aquilo que acontecerá com ele.

A mãe de Luuc logo lhe contava a história que aquele não era seu verdadeiro pai, e sim Thanatos um do deuses gregos, e ao escutar que o garoto estava correndo perigo logo o pegava pelos braços e o colocava no carro para leva-lo a um acampamento que ela dizia ser para pessoas como eu, Semi-Deuses, eles eram surpreendidos por uma ninfa que atacará o carro deles próximo ao acampamento.

Luuc logo saia junto a sua mãe do carro e começavam a correr para lá, mais a ninfa derrubava o menino e então começava a o golpear e do meio do mato surgia uma menina que o ajudava matando aquele ser monstruoso, então ela lhe dava a mão dava um sorriso já sabendo de seu sangue deus, enquanto a sua mãe os deixava no acampamento.
- Como foi sua infância?
Flãn um menino nascido numa família muito modesta, mais sempre educados, eles sempre foi um garotomuito problemático e que aprontava sempre na escola, deis dos seus 5 anos quando começou a frequentar a escola, ao qual pregava peças em todo mundo. Muitos não gostava do comportamento do menino que acostumou a passar o recreio sozinho, até completar seus dezesseis anos aonde ele ficou mais calmo, mais ainda aprontando muito com seus colegas, mais ele já era moderadamente, havia aprendido bastante.
outras informações
- Aqui outras informações que julgue importantes
copyright 2013 - all rights reserved for larissa
avatar
Luuc Winchester

Mensagens : 2
Data de inscrição : 16/02/2014
Idade : 21

Ficha Meio-Sangue
HP:
100/100  (100/100)
MP:
100/100  (100/100)
Arsenal:

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Ficha de Reclamação [Post Unificado]

Mensagem por Ártêmis em Seg 17 Fev - 14:23

Perdão, não temos filhos de Thanatos no fórum. Favor ver os atuais grupos!
avatar
Ártêmis
Ártemis
Ártemis

Mensagens : 135
Data de inscrição : 21/11/2013

Ficha Meio-Sangue
HP:
999999999/99999999  (999999999/99999999)
MP:
99999999/99999999  (99999999/99999999)
Arsenal:

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Ficha de Reclamação [Post Unificado]

Mensagem por Luuc Winchester em Seg 17 Fev - 18:12


Luuc Winchester

Ares



16 anos



Nova York



Cody Christian
características física e psicologicas

- Qual a personalidade do seu personagem?
Luuc é um menino muito insensível, não costuma ser rodeado de amigos, apenas tem algumas pessoas que gostam de conviver com ele, ele adora passar um tempo a sós, somente ele e a luz do luar para colocar suas ideias no lugar e não arrumar muito problemas, pelo seu jeito briguento.
- Qual sua aparência?
Luuc,um garoto novo de apenas 1,70 de Altura,cabelos pretos meios castanhos e lisos,com o peso de apenas 59,4.Além disso,sua pele é bem clara,e seus olhos também são claros,para ser mais especifico, castanhos claros.
- Tem alguma mania?
Não.
- Alguma cicatriz?
Não.
- Algo relevante?
- Luuc tem alergia a gatos.
historia
- Pontos importantes de seu passado
Luuc é um menino muito problemático, pois sempre se mete em encrenca, ele é muito preguiçoso e gosta de ficar isolado as vezes para poder pensar na vida, seu jeito sombrio de agir costuma intimidar as pessoas, por isso ele nunca foi tanto de se enturmar e sempre foi sozinho. Ele mora junto a sua mãe em Nova York, quem  o criou deis de criança sozinha, apenas tendo a ajuda de sua vizinha que cuidava do menino quando sua mãe ia trabalhar, lá ele conheceu Stella, quem se tornou a melhor amiga dele e sempre brincavam juntos quando crianças. Luuc na costuma jogar bastante futebol e handebol além de conversar com Stella que estuda na mesma sala da dele.
- Quais atividades você praticava pré-acampamento?
Futebol e Handebol
- Como você chegou no Acampamento?
Lá estava Luuc fazendo mais um de seus deveres na sua amada escola, mais aquilo tudo estava para mudar, Luuc olhava o relógio e não esperava a hora de bater o sinal para as férias de verão, pegar uma praia com alguns amigos ao qual ele fizera com o tempo em que passou, ele estava no segundo colegial, havia reprovado um ano por causa de sua enorme contagens de faltas, por ter matado aula o ano todo, sem se preocupar com as suas obrigações. 

Luuc escorado a cadeira vi o relógio passar lentamente, sem nada para fazer, quando uma dor em sua cabeça começava a o enlouquecer, e uma voz aparecia em sua cabeça falando com ele e dizia: - Você está em perigo meu filho - O menino pensava que estava ficando doido, pois escutar coisas na sua mente, aquilo era coisa de doido. o menino logo ajeitava sua camisa e então ao voltar para casa escultava a mesma voz, ele ao chegar em casa falava para sua mãe aquilo que acontecerá com ele.

A mãe de Luuc logo lhe contava a história que aquele não era seu verdadeiro pai, e sim Ares, o deus da guerra, um do deuses gregos, e ao escutar que o garoto estava correndo perigo logo o pegava pelos braços e o colocava no carro para leva-lo a um acampamento que ela dizia ser para pessoas como eu, Semi-Deuses, eles eram surpreendidos por uma ninfa que atacará o carro deles próximo ao acampamento.

Luuc logo saia junto a sua mãe do carro e começavam a correr para lá, mais a ninfa derrubava o menino e então começava a o golpear e do meio do mato surgia uma menina que o ajudava matando aquele ser monstruoso, então ela lhe dava a mão dava um sorriso já sabendo de seu sangue deus, enquanto a sua mãe os deixava no acampamento.
- Como foi sua infância?
Flãn um menino nascido numa família muito modesta, mais sempre educados, eles sempre foi um garotomuito problemático e que aprontava sempre na escola, deis dos seus 5 anos quando começou a frequentar a escola, ao qual pregava peças em todo mundo. Muitos não gostava do comportamento do menino que acostumou a passar o recreio sozinho, até completar seus dezesseis anos aonde ele ficou mais calmo, mais ainda aprontando muito com seus colegas, mais ele já era moderadamente, havia aprendido bastante.
outras informações
- Aqui outras informações que julgue importantes
copyright 2013 - all rights reserved for larissa
avatar
Luuc Winchester

Mensagens : 2
Data de inscrição : 16/02/2014
Idade : 21

Ficha Meio-Sangue
HP:
100/100  (100/100)
MP:
100/100  (100/100)
Arsenal:

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Ficha de Reclamação [Post Unificado]

Mensagem por Telmot F. Ganter em Qua 19 Fev - 20:05


Telmot 'Tel' Francis Ganter

Quione



17



Seoul, Korea.



SeHun
características física e psicologicas

- É alguém bastante calmo e deveras comunicativo. Talvez, ele pensa, possa ser algo da mãe ou até de seu pai.
Ok, ele jamais conheceu sua mãe e tudo mais. Mas tem certeza de que algo ele tem dela. Alguma forma de sua personalidade, ele pensa que é a forma com que se expressa com as pessoas. Sempre feliz, porém, egocêntrico.
Oh sim, ele tem que se sentir um pouco “rei”, é. E gosta quando as coisas vão ao seu gosto, fora isso, tudo pode ser um pouco “ridículo”, ao seu ponto de vista.
Telmot também tem gosto por música e dança, adorando assim muitas vezes ficar parado em frente um espelho e fazer movimentos leves de passos rápidos enquanto gesticulava, freneticamente, fingindo estar em algum palco ou derivado.
Óbvio que não gosta que ninguém saiba disso, e é por isso que sempre faz em lugares escondidos dos outros. Gosta também de skate, patins e de sempre estar usando algum headphone, para que então possa ouvir suas músicas e canta-las.

- É um típico oriental. Um coreano. Ele se orgulha disso, mas nunca morou mais do que quatro anos lá.
É baixo, tendo apenas um metro e setenta e dois. Também é magro e pesando apenas sessenta e dois quilos.
Usa roupas num estilo “rebelde” para algum oriental. Sempre roupas negras (algumas vezes colorida) e curtas, se possível. Sua principal característica é o cabelo, qual sempre está mudando de cor ou apenas aderindo vários tons diferentes ao mesmo.
historia
Telmot nunca soube explicar bem como havia sido sua vida até encontrar o tal Acampamento.
Primeiro era difícil lembrar os seus anos na Coréia, mesmo que quisesse. Sentia que, mesmo vivendo pouco lá e quase nunca tendo muito que recordar, alguém tinha plantado algumas “memórias” nele para que lembrasse aos poucos.
E isso parecia apenas uma brincadeira, pois em todo shorts que usava (até mesmo calça) havia um bilhete meio antigo, amarelado, mas escrito com uma grafia cursiva afinada e calmamente detalhada: Quione.
Ele não sabia o que significava.

Então mudaram para a América. Melhor, para os Estados Unidos e foram se instalar em Denver. Ele, seu pai, a madrasta (qual chamava de mãe, já que não sabia sobre a sua mãe biológica) e sua meia-irmã, qual Telmot nem pensava em chegar perto.
Acredite, era briga sempre que os dois olhares se cruzavam.
Seu pai tentou fazer o garoto se apaixonar por esportes com contato. Futebol Americano, mas Telmot era franzino demais, fraco demais e os garotos pareciam gorilas. Ele até chegou a dizer para o pai que um ou dois tinham um único olho no centro da testa. O pai riu e apenas disse: “Deixa de graça, Tel .Você está louco”. Então ele quis, claro, levar  o garoto para o basquete.
Frustração.
Telmot era baixo demais e, em uma dessas, chegou a dizer para o pai que um dos garotos parecia ter três metros de altura e também ter um único olho. Rindo, o pai voltou a dizer: “Mas quanta bobeira, filho. Claro que são altos, aliás, jogam basquete”. Foi então que ele se aventurou pelo skate e pelo patins, deixando o pai um tanto frustrado. Mas a madrasta, ah ela sim, gostou da ideia.
Marginalizar o garoto. Fazer com que ele ficasse longe de sua filha e, quando houvesse brigas, dizer que a culpa era dos esportes de marginais que o pequeno Telmot praticava.
Ele já não aguentava.

Então tudo pareceu acontecer num mesmo dia.
A manhã começou com a briga entre Telmot e sua meia-irmã, fazendo com que o garoto quebrasse o skate no braço dela.
Irritada com o gesto do garoto, a madrasta o expulsou, e o pai apenas assentiu, frio.
Ok, pensou Telmot, sou uma aberração e seria melhor eu cair fora. Quinze anos não servem para que eu fique aqui.
Pegou algumas trouxas de roupa, patins e skate... Deixou a casa.
Não tinha dinheiro. Não tinha abrigo, mas tinha algo que lhe incomodava.
O papel que sempre estava em seu bolso.
“Certo, agora eu estou mesmo muito louco.”
Abriu o papel e apenas viu o nome Quione escrito. Talvez tivesse que fazer algo? Pensou que sim.
Esgueirou-se em um beco qualquer, jogou o papel para o alto e um vento passou apenas ali, naquele instante, levando o papel para longe.
“AHÁ! E seu nível de idiotice é zero, senhor Telmot”.
Então uma voz soou, como uma brisa de um dia de neve em seu ouvido, lhe dizendo as seguintes palavras:
Ao meu pequeno garoto, Telmot. Não fique assim, filho. Para você, um garoto qual a vida é diferente, há um lugar diferente. Procure Long Island, é lá que encontrará o seu lar. Não preocupe com seu pai, direi para ele onde está e como está”.
Era loucura, repreendeu-se.
Mas olhou para os pés e ali havia uma mochila, ao abrir notou que tinha uma ótima quantidade de dinheiro, mas não era dólar americano. Eram dezenas de moedas douradas e com um formato diferente (e desenhos diferentes, pensou). Estavam enroladas em outro papel meio antigo e amarelado, com instruções de como chegar ao Acampamento Meio-Sangue, qual ali dizia, seria seu novo lar.
outras informações
- Está sempre com uma mochila, sua própria mochila, com patins, skate e coisas importantes como para pintar o cabelo.
copyright 2013 - all rights reserved for larissa

_________________

avatar
Telmot F. Ganter

Mensagens : 2
Data de inscrição : 19/02/2014
Idade : 24

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Ficha de Reclamação [Post Unificado]

Mensagem por Ártêmis em Qui 20 Fev - 14:58


  
Avaliação
  
My eyes, your fall.

  

  
Luuc Winchester - Não entendi metade do seu texto. Faltam muitos espaços, pontos, retiradas de várias vírgulas e substituição de muitos mais por mas. Se conseguisse compreender, acho que poderia te avaliar melhor. Fora isso, sua história fez bem pouco sentido. Primeiro que Ares não é aquele tipo de pai cuidadoso, é mais o tipo de pai que quer te ver quase morrer pra testar sua força e coragem. Segundo, você nem suspeitou que talvez sua mãe pudesse estar meio biruta? Eu acharia, mesmo que eu amasse ela demais e acreditasse 101% nela. E no mais, embora tenha compreendido pouco, ninfas não costumam atacar pessoas, ainda mais perto do Acampamento. Por ora, reprovado. Mais sorte e atenção na próxima!
Telmot Francis Ganter - Está aprovado. Não tem muito o que falar, sua ficha foi boa. Achei sua narração meio "parada", muitos parágrafos e tal, mas não que esteja incorreto. No mais, uma ficha exemplar para que outros jogadores se espelhem. Parabéns!

  
~tsc~

avatar
Ártêmis
Ártemis
Ártemis

Mensagens : 135
Data de inscrição : 21/11/2013

Ficha Meio-Sangue
HP:
999999999/99999999  (999999999/99999999)
MP:
99999999/99999999  (99999999/99999999)
Arsenal:

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Ficha de Reclamação [Post Unificado]

Mensagem por Aimée Midnight em Dom 16 Mar - 21:13


her name is Aimée

Quione



17 anos



Okinawa



Kipi
características física e psicologicas
Personalidade: É uma garota de personalidade suave e muito educada, sendo também uma pessoa relativamente pacifica. É muito educada e prestativa, mas quando a irritam é uma adversária terrível. Não ira se vingar na hora, pelo contrario, pois tal como a neve e o frio se aproxima de vagar até, de repente, cair violentamente sobre seu alvo. Raramente se esquece das coisas que lhe fizeram, sendo elas boas ou ruins. Devido ao seu treinamento, é sempre muito atenta e costuma se dedicar intensamente até as menores e menos importantes coisas.

Aparência: Cabelos em constante mudança de cor e corte, pele suavemente amarelada por ser originalmente japonesa e olhos escuros. Possui cerca de um metro e sessenta de altura. Devido ao treinamento de ninjutsu desde os seus seis anos, possui o corpo relativamente definido e músculos trabalhados. Possui uma marca de nascença de uma yuki onna (dama das neves) segurando um arco e flecha em sua coxa direita e os dizeres em grego antigo "Em honra aos ancestrais".

Manias: Acostumada com seu treinamento constante para passar despercebida, odeia fazer qualquer barulho e, por isto, tem a mania de tentar sempre andar se escondendo e reclama quando fazem barulhos desnecessários.

Cicatrizes: Nenhuma visível.

Algo Relevante?: Não que pertença a este campo
historia
Pontos Importantes do Passado: Nascida como Chiharu (Sobrenome, Mil Nascentes) Yuuki (Nome, Neve), significando algo como Neve de Mil Nascentes. É filha de um japones de uma antiga família shinobi da atual cidade de Okinawa, porém acabaram mortos pouco depois de convencer um velho amigo a cuidar de sua primogênita. Antes, porém, de entregarem a filha ao homem, foram assassinados ao serem confundidos com membros da mafia. A criança? Largada no andar de cima para morrer. O velho amigo da família levou a garota antes da policia chegar e foi embora do país com ela. Uma vez na França, foi registrada como Aimée Midnight (Amada Meia Noite). Foi criada como filha do homem, chamado Joffrey, porém lhe era também ensinada a cultura e preceitos japoneses, além de ser incentivada a praticar Ninjutsu desde cedo.

Atividades Pré-Acampamento: Praticava Ninjutsu desde os seus seis anos.

Como Chegou ao Acampamento: Após alguns treinos intensos com seu mentor, foi enviada para uma semana de "férias" nos Estados Unidos. Estava encarregada de que alguns objetos fossem entregues e, depois disto, voltaria para o Japão. Se estava ansiosa? Com certeza. Com medo? Definitivamente não. Estava sentada em um banco do parque da cidade de Manhattan quando ouviu um som esquisito vindo de algum lugar atrás de si e se virou para ver o que era. Um homem vinha em sua direção, porém como aparentava nada demais, se voltou novamente para frente e deixou o olhar sem foco, apesar de ter consciência dos movimentos deste. Teria sido atingida por um golpe, caso os seus instintos - já naturalmente aguçados pela essência divina - não tivessem a feito se jogar para frente e dar uma cambalhota, se erguendo em seguida. Não portava nenhuma arma, mas sabia como lutar mesmo sem elas. Mas o que faria? Antes que decidisse alguma coisa, uma flecha passou assobiando por cima de seu ombro esquerdo e atingiu o homem. Recuou dois passos e foi um para direita, olhando. Uma garota de cabelos escuros, feições elficas e olhos azuis fitou a criatura, disparando em seguida mais algumas flechas em velocidade absurda. O homem caiu morto pouco depois e a garota guardou o arco no ombro, se aproximando dela. Aimée pensou em recuar, mas ficou com medo do arco da jovem voltar a atirar outra rajada mortal. ─ Sou Sophia, prazer. Desculpe os modos, estava com pressa. Ahm, o garoto ali atrás é Brandon. Podemos conversar? ─ Falou com algum sotaque francês. Levou um bom tempo explicando tudo, levando ainda mais tempo para convence-laque, de fato, era uma semideusa, pois a jovem não acreditava - mesmo com a velocidade absurda da moça. Por fim, concordou em ir verificar se era verdade.

Infância: Sem saber o motivo real disto, foi ensinada a cultura japonesa e estimulada a praticar ninjutsu. Insistentemente, seu pai adotivo tentava lhe ensinar japonês e constantemente viajava a este país. Preferia viajar para Japão no inverno, sentindo-se mais confortável durante o frio. Quando começou a praticar ninjutsu aos seis anos, suas viagens ficaram mais raras, pois esta percebeu depois de um tempo que gostava de tal coisa e preferiu se dedicar. Muitas vezes, participava de campeonatos nacionais ou não. Depois de um destes que fora ocorrido no Japão, quando tinha 16 anos (idade considerada como parte da segunda infância), foi convidada a se unir a um antigo clã do ramo de espionagem. Inicialmente, seu pai não queria permitir, porém percebeu que não havia mais salvação para o clã Chiharu e concordou que entrasse. Desde então, tem recebido o patronato do clã e é aprendiz do ancião do clã, além de ter se mudado para o país, onde serve como espiã.
outras informações
- Nada a declarar
copyright 2013 - all rights reserved for larissa

_________________

Quione Daughter's Practitioner of Ninjutsu Adopted  Cold  Keeper of Dreams

Aimée Midnight


Thanks One Way @ Cupcake Graphics
avatar
Aimée Midnight

Mensagens : 1
Data de inscrição : 07/03/2014

Ficha Meio-Sangue
HP:
100/100  (100/100)
MP:
100/100  (100/100)
Arsenal:

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Ficha de Reclamação [Post Unificado]

Mensagem por Hécate em Dom 16 Mar - 21:16

Ficha aprovada: Houveram alguns erros, mas quase não percebi. Seja bem vinda, filha de Quione.

_________________



Hécate


I have died every day waiting for you... Darling don't be afraid, I have loved you for a thousand years. I'll love you for a thousand more


thanks brittany from @ bg!

avatar
Hécate

Mensagens : 103
Data de inscrição : 01/11/2013

Ficha Meio-Sangue
HP:
100000/100000  (100000/100000)
MP:
100000/100000  (100000/100000)
Arsenal:

Ver perfil do usuário http://demigods-rpg.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Ficha de Reclamação [Post Unificado]

Mensagem por Moyra Harnkraüst em Ter 18 Mar - 19:23


Moyra Harnkraüst

MACÁRIA



17 ANOS



NEW ORLEANS



BARBARA PALVIN
características física e psicologicas

Cuidado, porque essa garota é fria se você pisar no pé dela. O humor de Moyra varia de acordo com as fases da lua, por isso é bom não estar ao seu lado quando ela estiver em um de seus períodos de mau humor. Você corre até risco de vida.

A semideusa não consegue esconder quando está magoada ou irritada. Quando irritada, parece possuída pelos poderes do diabo e seres obscuros. E, nestes momentos pode se esperar tudo dela, desde um ataque de raiva com direito a destruir a casa até uma capacidade para reclamar durante a vida toda. Mesmo sendo rabugenta com quem quer, a ruiva é muito doce com quem quer também. Se ela quase quebrou sua cabeça quando perguntou sobre seu dia, ou deu uma de suas respostas grosseiras sem nenhum motivo aparente, provavelmente deve estar em um daqueles dias amargos que faz com que odeie o mundo. Se está ferida em seus sentimentos, ela pode se fechar em seu mundo, ficar melancólica e atacar qualquer um ferozmente.

Moyra possui uma certa dificuldade em confiar nas pessoas, entretanto, quando essa barreira criada por ela é vencida, pode-se considerá-la uma amiga para toda a vida. É ignorante, não gosta que ensinem o que fazer, é debochada e abusada, fria e absoluta, manipula qualquer um quando quer e se for possível, sempre manipula. Contudo, não se engane pelo jeito exótico e olhar doce. Ela quer se dar bem. E por mais que tenha uma aparência séria ou simpática e seja boazinha, ali no fundo em segredo guarda uma cobra muito venenosa. Mas saiba lidar com ela, você vai ver que amor de pessoa que Moyra é.

Ela é uma garota digamos singular. De cabelos longos e lisos, vezes castanho médio, vezes loiro escuro, os cabelos as vezes fazem pequenas ondas quando se aproximam das pontas, caimento natural. A semideusa é magra demais, sempre fora, com seios fartos mas normais pra sua idade. A menina tem uma cintura fina, bem fina. Apesar de magra demais, o que se assemelha em seus braços e pernas, a menina é muito rápida, fazendo com que corra com mais velocidade do que alguns filhos de Hermes. Seus pés são bem pequenos e delicados. Os olhos são de um azul quase nunca visto, bem vivo e chamativo, o que faz que ela nunca passe despercebida, ah! menina Moyra, tão bela, tão perigosa, de lábios medianos, mas sempre rosados, naturalmente desenhados pelos deuses.

historia
"Se ela tivesse sido criada pela mãe, isso não aconteceria..."

"Se sua irmã não tivesse desaparecido, ela não teria um colapso ainda maior..."


Tantas justificativas, tantos "se". A vida de Moyra sempre foi composta de "se". E se ela tivesse se afastado quando ainda era em tempo? E se ela tivesse fugido de todos os seus destrutivos amores? E se sua mãe não tivesse desaparecido quando era ainda tão jovem? Bom, acho que devo contar essa história que possui em cada pedaço um pouco de sua composição como ser humano. Ela é o que é hoje, afinal por culpa de suas escolhas e por culpa também daquilo que não foi algo que ela quis.

Sua vida nunca foi comum. Nunca conhecera sua mãe. Ela, tão pequena, se tornou irmã e mãe de Emily, que fora fruto do segundo casamento de seu pai. Uma criança cuidando de uma criança. Se escondia em baixo da escada de sua casa para chorar sem que ninguém visse até que o cansaço lhe atingia e ela se via obrigada a sair de lá e se enrolar nas cobertas, sendo levada pelos sonhos de uma vida feliz ao lado daquela que lhe deu a vida.

Mas quando tudo começou a entrar nos eixos... Sua irmã desapareceu. Já não se recorda ao certo qual foi a idade que isso ocorreu, sua mente decerto não lhe permite pensar muito sem que uma dor aguda lhe atinja, como que protegendo a frágil mulher de seus pesadelos. Mais uma vez, seu pai entrou em um colapso, mas este ainda maior. Muito maior.

Seu pai se tornou um alcoólatra após a perda da segunda filha, chegava em casa tropeçando em seus próprios pés e batendo em sua única família restante. Moyra se restringia a se encolher em um canto qualquer, recordando de sua infância, mas nem ao menos se levantando para ir até as cobertas e adormecendo no chão frio. Ela a culpava sobre o sumiço de Emily. Pior para a morena, que recebia toda a raiva contida de seu pai entre socos e pontapés que lhe arrancavam um pouco de sangue e um pouco de felicidade.

Foi aos 15 que ela achou um pouco da sua felicidade. Sua felicidade personificada em dois belos olhos azuis, um sorriso brilhante e fios tão dourados quanto ouro. Um intercambista com um sonho em suas costas e promessas de uma fuga de seu futuro em algo que ela não desejava. Prometida. Não apenas para um noivo, era prometida também para uma vida que negava-se a aceitar. Ela conseguiu os documentos, fugiu e viveu. Ela viveu como não vivia a muito tempo. Foi o melhor ano de sua vida onde um pequeno apartamento e um emprego comum lhe era o suficiente. Onde até mesmo acordar parecia ser o inicio de uma vida. O abrir de olhos de uma criança, dia após dia.

Mas ela enlouqueceu. Não assim do nada. Ela viu seu amado ser morto na sua frente por um monstro mitológico, enquanto se encolhia mais uma vez e via o arco dele cair de sua mão encharcada de seu próprio sangue. Não havia mais solução. Ele estava morto. Seus gritos foram ouvidos pelos vizinho e quando contou a história, foi acusada de ser a assassina mas julgada mentalmente impossibilitada.

Mas nenhum lugar é protegido o suficiente. Ela escapou, é claro. E para alguém de seu gabarito, não foi difícil forjar novos documentos. Conseguiu um emprego simples e logo se via envolvida nos mais diversos tipos de relacionamentos que não duravam mais de semanas por não ser capaz de esquecer aquele que agora estava bem longe de suas mãos.

Ela assistiu seu plano dando certo e sendo anunciado em noticiários menores sobre seu falecimento. Ela assistiu seu antigo mundo sendo deixado para trás enquanto surgia mais um homem em sua vida. Ele era o oposto de seu antigo amor em todos os aspectos. Seus olhos e cabelos negros como a noite, seu jeito fechado e violento e seus vícios. Ela se viu envolvida demais para fugir, mesmo quando, novamente, começou a apanhar.

A sua desgraça se iniciou. Maquiagens para esconder os machucados, bebidas para esquecer os problemas, brigas constantes com aquele com quem dividia o apartamento um pouco maior que o anterior, um pouco mais de maquiagem, e cortes. Ela começou a se cortar, tentou suicídio tantas vezes de tantas formas diferentes, mas nenhuma foi finalizada pois ele sempre estava lá.

Ele lhe salvava e lhe matava pouco a pouco ao mesmo tempo.

Ela fugira no meio da noite, partindo para Manhattan. Entre suas andanças, fora atacada por uma empousa. Seu salvador - que ela mais tarde descobriu ser um sátiro - disse-lhe que havia um lugar protegido para pessoas como ela. Cansada de viver inconstantemente, ela aceitou, chegando ao Acampamento três dias depois.
outras informações
A garota tem distúrbios sadomasoquistas e certo grau de depressão e ninfomania,assim como problemas com drogas e bebidas. Por isso precisa sempre de reafirmação. Gosta de viver no seu canto e não quer aproximação de gente, procurando não se importar com os sentimentos dos outros. Silenciosa, manipuladora e muito observadora, Moyra mostra que pode ser muito pior do que qualquer outra pessoa quando quer.
copyright 2013 - all rights reserved for larissa

_________________

avatar
Moyra Harnkraüst
Filhos de Macária
Filhos de Macária

Mensagens : 4
Data de inscrição : 18/03/2014

Ficha Meio-Sangue
HP:
100/100  (100/100)
MP:
100/100  (100/100)
Arsenal:

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Ficha de Reclamação [Post Unificado]

Mensagem por Ártêmis em Seg 14 Abr - 13:29

Ficha Aprovada: Você foi mais que aprovada. Embora eu tenha odiado a Moyra como personagem ( seria perfeita como inimiga pra Karma, minha fake, mas daria alguém legal pra Wisteria ser amiga. Ou inimiga. Prefiro o segundo q ), sua ficha foi perfeita, rica, bem descrita e impecável em todos os sentidos bons possíveis.
Só tome cuidado com comparações, embora isso não chegue a ser um erro na sua ficha, nem mesmo uma imperfeição. Mas, por exemplo, dizer que uma semideusa menor e iniciante é mais rápida que filhos de Hermes (mesmo que apenas alguns) pode ser uma afirmação perigosa e vacilante.
avatar
Ártêmis
Ártemis
Ártemis

Mensagens : 135
Data de inscrição : 21/11/2013

Ficha Meio-Sangue
HP:
999999999/99999999  (999999999/99999999)
MP:
99999999/99999999  (99999999/99999999)
Arsenal:

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Ficha de Reclamação [Post Unificado]

Mensagem por Ashton W. Stone em Seg 26 Maio - 14:38


Ashton W. Stone

Éris



17



Miami



Max Irons
características física e psicologicas

- Qual a personalidade do seu personagem?
Ashton é alguém muito pretensioso e egoísta. É um garoto fechado por causa da morte do irmão gêmeo, mas quando quer é a pessoa mais atenciosa do mundo.
- Qual sua aparência?
Alto, cabelos negros, olhos negros, músculos definidos, dentes branquíssimos e alinhados.
- Tem alguma mania?
Roer unhas
- Alguma cicatriz?
Não
- Algo relevante?
Não
historia
- Pontos importantes de seu passado
Código:
VOU RESPONDER A ESSAS PERGUNTAS COM UM TEXTO
É basicamente impossível contar a história de Ashton sem contar sobre Kurt. Os dois eram filhos de um guitarrista famoso e moravam em Miami Beach. Um certo dia, os dois estavam passando trotes na rua. E quem passou? O pai deles. Ele ficou furioso e teve um ataque epilético. Morreu, e os dois garotos foram morar na rua.

Durante os longos anos que moraram nas ruas, aprenderam a fugir dos monstros que os perseguiam, entrando em becos e esconderijos estratégicos. Aprenderam a se divertir juntos, sinal disso é a tatuagem que ambos carregam em seus corpos, um par de asas negras nas cosas de Ash e uma rosa dos ventos no braço de Kurt. Aprenderam a sobreviver nas ruas, em particular Ash, conseguia tudo o que queria pedindo com muita delicadeza e educação apelando para a consciência das pessoas, usando uma persuasão particular. Mas Kurt o ajudava na arte de furtar, quando sua persuasão falhava.

Eles levaram essa vida, até que quando apareceu um garoto, James, o sátiro. Era um garoto que andava estranho e Kurt roubou a mochila dele. James encontrou-os e conversou com Ashton a querendo levá-los aos EUA - NY, para onde iriam trabalhar em uma plantação de morangos para jovens extraordinários. Cansado da vida nas ruas, Ash usou de seu dom com as palavras – e também de seu charme – para convencer seu irmão a irem para o tal acampamento meio-sangue. James comprou passagens e embarcaram no avião rumo a New York.

Os três jovens se sentaram em poltronas próximas, e o avião decolou. Ashton no corredor, James no meio e Kurt na janela. Assim que foi autorizado, Kurt se levantou, parecia estar nervoso, e foi mancando para o banheiro. Foi então que passou uma belíssima aeromoça ruiva com cabelos esvoaçastes, a boca grande e sexy, lindos olhos verdes o uniforme acentuava suas belas curvas da comissária. Ela conseguiu chamar a atenção de Ash, que parecia hipnotizado por tamanha beleza. Ela veio com muita suavidade perguntou se eles queriam alguma coisa, Ash não disse nada, mas James disse que queria que ela saísse dali. Será que James tinha percebido que Ash tinha reparado na beleza da comissária? Nervoso, Ash se levantou e foi para o banheiro atrás de Kurt.

Ao chegar lá, viu a comissária de um jeito nada encantador, suas pernas eram estranhas e não humanas, ela tinha enormes garras e seus cabelos antes vermelhos e esvoaçastes agora eram fogo em fúria. Escorado em uma parede do banheiro, Kurt agonizava seus últimos segundos de vida, enquanto escorria sangue de seu pescoço. Horrorizado com a imagem na sua frente, Ashton não teve outra reação se não ficar parado, em estado de choque. A comissária sorriu com sua boca cheia de dentes pontiagudos e apertou o pescoço de Ash, que só pode soltar um abafado grito de socorro. Foram momentos terríveis, em que ele se sentiu impotente e fraco. Foi então que do nada, ela o largou e caiu no chão, atrás dela estava James, com os olhos faiscando de fúria, punhos serrados, ao ver esta imagem, Ash que antes se sentia fraco, começou a se sentir mais forte e pegou firme no pulso da comissária de bordo, em seguida pegando em uma das mãos de seu irmão. A comissária gemeu e em seguida desfaleceu, fechando os olhos e parando de se debater.

Kurt havia morrido por um monstro, James e Ashton seguiram no aeroporto. Ele chorava muito, mas seguiu James e os dois foram para o Acampamento Meio-Sangue.
outras informações
O garoto se droga e ingere bebidas alcóolicas.
copyright 2013 - all rights reserved for larissa

_________________

Quando tempo dura o eterno?
As vezes apenas um segundo.
thanks to Larissa
avatar
Ashton W. Stone

Mensagens : 1
Data de inscrição : 26/05/2014
Idade : 21

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Ficha de Reclamação [Post Unificado]

Mensagem por Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Página 2 de 2 Anterior  1, 2

Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum